Dia Internacional contra a CORRUPÇÃO.

Que vantagem tem o homem de todo o seu trabalho, que ele faz debaixo do sol?

Uma geração vai, e outra geração vem; mas a terra para sempre permanece.

E nasce o sol, e põe-se o sol, e volta ao seu lugar, de onde nasceu.

O vento vai para o sul e faz o seu giro para o norte. Continuamente vai girando o vento e volta fazendo os seus circuitos.

Todas essas coisas se cansam tanto, que ninguém o pode declarar; Os olhos não se fartam de ver, nem os ouvidos de ouvir.

O que foi isso é o que há de ser, e o que se fez isso se tornará a fazer. De modo que nada há novo debaixo do sol.

(Livro do Eclesiastes ou Pregador cap.1:3-9)

O trecho acima, do livro bíblico de Eclesiastes, nos revela a dimensão da visão humana quanto à essência de sua existência cotidiana. As coisas,dizem, são assim porque sempre foram assim,é a cristalização de determinada atitude que se autojustifica .Um exemplo claro podemos tirar do recente escândalo de corrupção envolvendo deputados da Câmara Legislativa de Brasília,o poder executivo através do Governador José Roberto Arruda e,até ,um conselheiro do TCDF.As imagens falam por si,ao contrário do que pensa o senhor Lula.É lugar comum em momentos como este comentários do tipo "É assim mesmo,todos roubam"ou "a corrupção é endêmica" .

Não podemos considerar que a corrupção seja parte inerente ao processo político/administrativo ,fazendo isso estaremos dando carta branca para que a corrupção seja perpetuada em nossas instituições.Como acreditar no futuro da nação se todos desrespeitam a constituição(Renato Russo),desrespeitam a própria cidadania?

Em 2005 assistimos as mesmas cenas no Governo Federal,o chamado mensalão,onde se compravam apoio político com farta distribuição de dinheiro.Hoje vivenciamos o mesmo encadeamento de ações vexatórias.É mais ou menos como diz o texto biblíco "O que foi, isso é o que há de ser, e o que se fez, isso se tornará a fazer. de modo que nada há novo debaixo do sol".Maquiavel bem colocou essa questão onde muitos erram a nenhum se castiga e quando as faltas pequenas são punidas, as grandes e graves são premiadas.

A questão é que o mau exemplo vem dos detentores do poder político. Dos envolvidos no esquema do mensalão em 2005 só três deputados foram cassados. O restante se safou. Conforme publicado no jornal folha de S.Paulo de 4 de outubro de 2009 Governadores e congressistas que tiveram seus mandatos cassados em decisões recentes da Justiça Eleitoral estão engajados para voltar à vida pública em 2010.Eles chegam à disputa não só competitivos,mas alguns até com favoritismo.O senador Expedito Júnior (RO) encarna um exemplo clássico.Teve o seu mandato cassado pelo TSE(Tribunal Superior Eleitoral) sob as acusações de abuso de poder econômico e compra de votos, mas se mantém no cargo graças ao presidente do Senado- José Sarney(PMDF-AP) avisou que só o tirará da função quando esgotadas todas as possibilidades de recurso.

O que nos falta é justamente deixar o vezo de acreditar que tudo se resolve com a delação e a consequente punição transformando esses eventos em espetáculos públicos.A ação necessária se dá na extirpação do desavergonhado “jeitinho” de resolvermos as coisas.A ética é construída no dia a dia no momento em que pensarmos no que nossa atitude pode prejudicar a outros.É certo que vivemos em uma sociedade competitiva,mas isso não nos dá o direito de burlarmos as leis ou realizar atos obscuros para galgar sucesso.O presidente da república chegou a dizer em evento hoje que o corrupto tem cara de anjo,concordo,mas verifique ,desconfie e procure saber quem são aqueles que querem lidar com a res publica.A fiscalização e a informação são as barreiras à corrupção.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Sobre este blog