Oposição e o congresso dos Ratos

Oposição no Brasil democrático só tivemos no período FHC quando PT e asseclas,liderados pelo senhor Lula,apurrinhavam o governo.E o faziam com competência e maestria. E hoje o que aconteceu com a oposição?Onde estão as mobilizações, os gritos inflamados e histriônicos,lembrei-me de Heloísa Helena e o famoso "balcão de negócios sujos do governo".Onde está a indignação que nos faziam levantar da poltrona e querer sair a rua.
Há oposição,mas não com a mesma maestria daquele período.É uma oposição que parece perdida,dividida,receosa, e sem rumo.O que falta são novas lideranças políticas para dar um vigor ao cenário político.Precisa-se de novos quadros com uma visão aguerrida e pronta para o embate.
A oposição brasileira de hoje me faz lembrar uma das fábulas de La Fontaine:O Grande Congresso dos Ratos.Resumidamente havia um gato de nome Miciful que era o terror dos ratos,ja havia matado muitos ratos.E,continua a fábula, certa noite, o inimigo dos ratos deu uma trégua, resolveu passear pelos telhados atrás de uma gata,com a qual ficou entretido em longo colóquio.Os ratos que sobraram resolveram se reunir em congresso para discutir o que fazer.O líder dos ratos,fazendo jus à sua posição, opinou :Por motivo de cautela,julgo ser preciso prender, sem demora,um guizo no pescoço de Miciful;assim,quando ele sair à caça, todos nós vamos poder ouvir e fugir do perigo!Idéia genial,acordaram os ratos,mas quem seria o corajoso a colocar o guizo no pescoço do gato?E assim, um a um os ratos foram desistindo da empreitada e o congresso foi dissolvido.
É, nobre leitor, assim tem sido o congresso da oposição no país Brasil.Quem vai se arriscar. Quem vai querer ir para rua levantar Bandeira contra um presidente com alta popularidade interna e externa?
Alon Feuerwerker no correio brasiliense assim postou:Por que a oposição brasileira não consegue fazer oposição?Talvez porque os interesses que mais facilmente defenderia estão bem contemplados no governo Lula.Incluem-se aí os felizardos que arremataram as estatais na era FHC,os bancos, as empreiteiras.Também por isso, fazer oposição de verdade ao governo do PT não seria trivial.Exigiria um ajuste estratégico,aproximar-se de demandas que se opõem às dominantes.Daria trabalho,implicaria sacrifício.
Precisamos de opositores,quem se habilita?Quem será o corajoso a colocar o guizo no pescoço do gato?




Roner Gama

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Sobre este blog