Qu@ndo te vejo.

Qu@ndo te vejo, te leio,te sinto
Repentino me sinto de desejo instruído
pelo que te vejo, te leio, te sinto
É a viril carne que não pensa,
parece pedra estéril,
Mas está quente, ativa
pela vida que pulsa
Qu@ndo te vejo, te leio, te sinto
Havendo vida, haverá desejo.
Sempre
Qu@ndo te vejo, te leio, te sinto.






0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Sobre este blog